A CIG apoia a Greve Geral convocada no Brasil contra a reforma da seguridade social, os recortes no ensino e o desemprego

O paro xeral terá lugar este 14 de xuño e afectará a todo o país

Internacional -

A CIG vén de trasladar o seu apoio á folga xeral convocada para este 14 de xuño en Brasil en rexeitamento aos recortes no sistema público de educación, contra o desemprego e en resposta á reforma da seguridade social que pretende sacar adiante o Goberno de Jair Bolsonaro, para recortar e dificultar o acceso á xubilación e a unhas pensións dignas á maioría das traballadoras e traballadores.

A seguir, reproducimos o escrito de solidariedade a apoio remitido pola CIG ás centrais sindicais do Brasil:

Nesses primeiros cinco meses de governo, o presidente de ultra-direita, Jair Bolsonaro, desferiu duros ataques aos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil. Trata-se de uma política que atende aos interesses do lucro e do capital dos patrões, fazendeiros e banqueiros, e que significarão mais miséria e fome para a classe trabalhadora.

Enquanto o país caminha para a recessão, Bolsonaro e Mourão querem acabar com as aposentadorias dos mais pobres, cortam verbas da educação pública e querem dar fim aos direitos trabalhistas e às liberdades democráticas. Incentivam também a invasão de terras indígenas pelo agronegócio, se omitem diante da destruição do meio ambiente e estimulam a homofobia, o racismo e machismo, o que tem agravado a violência contra LGBTs, negros e mulheres.

O desemprego aumentou e há mais de 60 milhões de pessoas fora do mercado de trabalho formal.

A Reforma da Previdência vai agravar essa situação, impedindo os trabalhadores e trabalhadoras de se aposentarem, destruindo direitos previdenciários e aumentando a miséria.

Diante deste cenário de ataques aos direitos do governo Bolsonaro, a Confederación Intersindical Galega (CIG) se solidariza com a luta dos trabalhadores e trabalhadoras  do Brasil e manifesta seu total apoio á greve geral de 14 de junho

Todo apoio á luta dos/as trabalhadores/as brasileiros/as

Todo apoio á Greve Geral de 14 de junho

Reforma da Previdência, NÃO! Por mais educação e emprego!

 Santiago de Compostela, 11 de xuño de 2019

Volver